EVENTOS

Há documentos que referem a realização, ao longo dos tempos, de peregrinações ao Santuário da Franqueira. Contudo, as suas datas, a periodicidade e o elenco organizativo, são desconhecidos.


É, no inicio do presente século, no ano de 1908, que a Direcção do Circulo Católico de Operários de Barcelos e a Associação dos Caixeiros de Barcelos, apoiados pelo Santo Bispo e Ilustre Barcelense, Sr. D. António Barroso, movimentam os devotos de Nossa Senhora e, em 27 de Setembro, realizam a primeira grande Peregrinação ao Santuário de Nossa Senhora da Franqueira. Foi contudo difícil manter a continuidade desta realização. As Mesas da Confraria de então, quase hereditárias e pertencentes à freguesia de Pereira, opunham-se, terminantemente, a qualquer influência de estranhos.


Somente em 1926, (e mais uma vez com o apoio incondicional e imprescindível do Circulo Católico Operário de Barcelos, ao qual assiste a alma ardente do Reverendo Padre Bonifácio Elias Barbosa Lamela, verdadeiro apóstolo dos tempos modernos, a Associação dos Caixeiros de Barcelos, a imprensa local e o então Arcipreste, Reverendo Padre José Rios Novais), foram ultrapassadas as barreiras existentes e, com a constituição de uma comissão composta pelos BARCELENSES, Senhores João Batista de Lima Miranda, Celestino do Nascimento, Joaquim da Graça Santos, Francisco de Sá, José Rodrigues Pereira, João Gonçalves Fernandes Braga, João Dias Pereira e Francisco José Alves, se realiza nova Peregrinação, desta vez presidida por Sua Excelência Reverendíssima o Senhor D. Manuel Vieira de Matos, Arcebispo Primaz de Braga. A partir desta altura, as Peregrinações, passam a
ser realizadas anualmente.


Em 1931, a Peregrinação é presidida pelo Emeritíssimo Cardeal Patriarca de Lisboa, D. Manuel Gonçalves Cerejeira, legado pontifício ao Congresso Missionário que, nesse ano, foi celebrado em Barcelos.


Anualmente, no segundo Domingo de Agosto, cumpre-se a tradição e, a há décadas denominada PEREGRINAÇÃO ARCIPRESTAL, é realizada.


Uma ou mais semanas antes da sua realização, a imagem peregrina da Senhora do Rosário, resplandecente no seu andor sai, conduzida pelos Bombeiros Voluntários de Barcelinhos, com destino a uma Paróquia Barcelense, onde, por uma semana, residirá.


Terminadas as visitas paroquiais, a Imagem Peregrina chega a Barcelos, onde é acolhida e transportada, em Procissão de Velas, através de várias ruas da cidade, até à Igreja Matriz, onde permanecerá até ao dia da Peregrinação.


Chegada a data, o segundo Domingo de Agosto, pelas 08H00, o andor com a imagem de Nossa Senhora, carregado a ombros, deixa a Igreja Matriz de Barcelos e, acompanhado, a pé, pelas Confrarias das Paróquias do Arciprestado e por milhares de crentes que em uníssono entoam cânticos de louvor, ruma ao Seu Santuário.


Passado o rio Cávado e saindo da sua ponte românica, o andor é conduzido sobre um belo e trabalhado tapete de flores que a população de Barcelinhos, para prestigiar a passagem da Senhora, tem a canseira de anualmente preparar.


A cerca de 6 Km de Barcelos, já no Monte da Franqueira e desde o Convento dos Frades até cerca do Castelo de Faria, aguardam a procissão e com o fim de nela se integrarem, as Paróquias situadas nos arrabaldes do Santuário.


A chegada da Peregrinação ao recinto do Santuário, onde as Entidades convidadas aguardam a Senhora, é inimaginável. São milhares de fiéis a entoar canções religiosas, é o colorido das bandeiras e opas das Confrarias Paroquiais, são os meninos das cruzadas e os jovens escuteiros, é a paisagem que se desfruta, enfim, é a grandiosidade da mistura festiva do religioso com o profano, no mesmo espaço.


O andor é colocado junto de um palco, especialmente montado para a realização da Eucaristia Campal, e S. Ex.ª Revm.ª, o Senhor Arcebispo Primaz ou um dos seus Bispos Auxiliares, inicia a celebração.


Uma vez esta terminada e após os agradecimentos apresentados pelo Juiz da Mesa da Confraria, a imagem de Nossa Senhora, acompanhada do esvoaçar de milhares de lenços brancos empunhados pelos presentes que entoam o cântico do Adeus à Virgem, recolhe Seu Santuário.


Com o encerramento das cerimónias religiosas, os peregrinos reúnem-se em confraternização pelo parque de merendas existente em redor do Santuário onde, partilhando farnéis, convivem até ao final do dia em verdadeiro ambiente familiar, junto da Rainha das Famílias.


Durante o ano de 2008, para comemorar os 450 anos da fundação da Confraria, foram realizadas várias efemérides de índole cultural e religiosa e, no 27 de Setembro, partindo da Igreja do Senhor da Fonte da Vida, no Convento dos Frades, realizou-se a Peregrinação Comemorativa do Centenário da primeira romagem, da época moderna, ao Santuário do Monte da Franqueira.


A MESA DA CONFRARIA

SOBRE NÓS

Confraria de Nossa Senhora do Rosário do Monte da Franqueira na prossecução da excelência.


 

LOCALIZAÇÃO

Largo da N. S. da Franqueira, n.º 145
4755-406
Pereira BCL

 

n.s.franqueira@gmail.com

REDES SOCIAIS
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • YouTube - círculo cinza

© 2018 Santuário Nossa Senhora da Franqueira.