IDENTIDADE

O Santuário da Franqueira é obra da Natureza (e bem generosa ela foi!).

É obra da Fé de milhões de pessoas que por lá passaram nos 900 anos de história.

É obra de quem levanta o olhar para Maria, quando tem o coração atribulado ou agradecido.

É obra de quem busca horizontes infinitos para sair do seu pequeno mundo.

É obra de quem descobriu o valor do convívio sereno com quem traz no coração.

Enfim, é obra de Deus.

 

O Santuário da Franqueira merece uma Confraria

que faça memória dos seus antepassados aos jovens dos nossos dias;

que não se canse de atrair para Deus os filhos que O rejeitam ou ignoram;

que maternalmente conduza a Cristo a quantos se ficam por Maria;

que respeite a religiosidade dos simples, mesmo que estes não respeitem os dogmas;

que favoreça o bem-estar e a esperança de todos os que são chamados à bem-aventurança eterna.

 

O Santuário da Franqueira tem tido Confrarias assim.

Com capacidade de conciliar o sagrado e o profano para o verdadeiro bem das pessoas,

com estatutos aprovados pela legítima Autoridade Eclesiástica,

com apresentação de contas e trabalhos que merecem o elogio dos nossos Bispos,

com vontade de prosseguir sempre mais e mais, tanto quanto o permita a fraqueza humana.

 

Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo!

Para sempre seja louvado

e sua Mãe Maria Santíssima!

 

O Capelão: Padre Tiago Martins de Barros