O MONTE DA FRANQUEIRA

Pinta-se esta elevação de terreno a nascente da costa marítima e, a partir dos seus cumes, vislumbra-se uma vasta e deslumbrante paisagem que abarca os concelhos de Vila do Conde, Póvoa de Varzim, Esposende, Viana do Castelo, Ponte de Lima, Arcos de Valdevez, Amares, Vila Verde, Braga, Celorico de Basto e Vila Nova de Famalicão.

A poente, o Castelo de Faria, parte do Vale do Rio Cávado, as povoações de Apúlia, Ofir e Esposende e o mar azul que se perde no horizonte; a norte, a cidade de Barcelos, com a verdura esfuziante e luz intensa do romântico Vale do Cávado que a rodeia, a Serra do Soajo, a Senhora da Peneda, Viana do Castelo, Santa Luzia e as praias de Riba-Minho; a nascente, nas vastíssimas ondulações de terreno, a perder de vista, as Serras do Gerês, da Senhora do Sameiro e da Lameira, fazem regalar a vista; a sudoeste, o Monte de S. Félix, as praias de Póvoa de Varzim e Vila do Conde e, por fim, nas faldas que o rodeiam, acomodam-se os campos verdejantes deste Minho labutador, Barcelos e o Rio Cávado que, altaneiro corre pelo seu Vale até se espraiar em Esposende.

Saindo de Barcelos em direcção à Póvoa de Varzim, logo após a passagem da nova ponte que faz a travessia do Cávado, entramos na estrada que, passando pelo Convento dos Frades (obra setecentista construída pela Ordem Franciscana e hoje uma Unidade de Turismo Rural) e pelo Castelo de Faria (testemunha silenciosa de um dos maiores exemplos de fidelidade e amor Pátrio dado pelo seu Alcaide, Gonçalo Nuno de Faria), dá acesso à parte mais elevada do Monte, local de onde desfrutamos as belezas referidas e se encontra o Santuário de Nossa Senhora do Rosário da Franqueira.